Cibercrime é uma das maiores preocupações dos executivos

Uma métrica difícil de avaliar é quanto os cibercrimes impactam a economia da empresa. No entanto, a PwC aceitou o desafio e publicou os resultados do 19th Global Economic Crime Survey. A pesquisa apontou que as empresas pesquisadas (cerca de 50) revelaram a perda de mais de 5 milhões de dólares como resultado de cibercrimes. Destas, aproximadamente 33% relataram perdas de mais de 100 milhões de dólares.

Os mais de 6 mil entrevistados são pessoas com cargos executivos e chefes de unidades de negócios – em outras palavras, um grupo que realmente entende os detalhes operacionais de suas empresas, e estão na melhor posição para julgar o real impacto econômico.

O mais significante dado dessa pesquisa é que a cibersegurança pulou para o segundo lugar da lista de crimes econômicos sofridos por empresas. Ele é precedido apenas pelo crime mais tradicional de apropriação indevida – roubar dinheiro. Além disso, a pesquisa mostrou que as causas desse problema são a falta de cuidados básicos: configurações de sistema fracas, controles inadequados e outros erros estão sendo cometidos.

A recomendação feita pela PwC é uma defesa multi-camadas que inclui altos níveis de gerenciamento para uma estratégia de cibersegurança, risk assessments mais fortes e auditorias de TI, e implementar um monitoramento de processos efetivo.

A resposta Varonis

Estratégias de cibersegurança, proteção de dados melhorada e um melhor monitoramento são focos da Varonis desde o começo. Além disso, a empresa acredita que os sistemas de arquivo são onde essas ideias devem ser implementadas.

As empresas costumam monitorar redes para localizar atividades incomuns ou vírus conhecidos e, geralmente, estão equipadas para detectar a mais nova geração de malwares. Para, como a PwC recomenda, monitorar um sistema de arquivos para atividades incomuns, a Varonis tem soluções únicas, com a tecnologia de User Behavior Analytics, que observa as atividades nos arquivos que os usuários estão usando para detectar coisas que não parecem normais.  Dessa maneira, é possível identificar hackers que estão dentro do sistema, assim como funcionários que se transformaram em ameaças, reduzindo os riscos de exposição de dados.

A pesquisa da PwC mostra que CEOs e outros executivos veem o cibercrime agora como uma questão estratégica que requer recursos significativos – equipe, planejamento e dinheiro.

Monitoramento é a chave para a segurança do mundo real. Embora não seja possível prevenir a entrada de hackers, as soluções da Varonis podem limitar o estrago e reduzir os custos da companhia provocados por violações de dados.

Varonis