Como seriam os dados do mundo se fossem físicos?

Postamos mais de um trilhão de fotografias por ano, carregamos centenas de horas de vídeo por minuto e confirmamos consultas de pesquisa dezenas de milhares de vezes por segundo. A enorme quantidade de dados que as empresas possuem é impressionante e cresce exponencialmente ano após ano.

Gigantes de mídia social, provedores de infraestrutura web e outras grandes empresas em todo o mundo gerenciam dados em escalas estonteantes. Essas empresas não apenas lidam com muitos dados, como lidam com informações importantes e confidenciais. A reputação de empresas financeiras ou não dependem de como essas companhias protegem seus servidores internos. Mesmo empresas menores possuem dados confidenciais. Com tantas informações valiosas espalhadas nos data centers locais e em nuvem, é mais importante do que nunca saber como manter as informações onde elas pertencem e fora das mãos daqueles que as usam para o mal.

No entanto, para entender como gerenciar corretamente todos os nossos dados, precisaremos, em primeiro lugar, de um pouco de noção do quanto há para gerenciar. Mas como começamos a conceituar a escala de toda essa informação? Você pode ter ouvido falar de um exabyte, mas isso significa alguma coisa? Tentar imaginar um bilhão de gigabytes é como tentar imaginar todas as pessoas que vivem em São Paulo agora: seu cérebro simplesmente não é construído para processar tantas informações ao mesmo tempo.

No entanto, é importante lembrar que, no meio de todas essas estatísticas, ter muitos dados significa que temos muitas informações para proteger. Talvez devêssemos nos perguntar: como as empresas podem se defender adequadamente nesse universo de informações que está ao nosso alcance?

É mais importante do que nunca que as empresas mantenham controle sobre suas informações exclusivas e as informações confidenciais de seus clientes. Deve ser a principal preocupação para aqueles que atuam como guardiões dos segredos da humanidade para investir em segurança de dados, buscar o conselho de especialistas na área e manter protocolos de segurança abrangentes e atualizados.

Se não implementarmos as devidas precauções agora, poderemos ter exabytes de problemas em nossas mãos.

Colete. Migre. Deixe em quarentena. Arquive. Com o Data Transport Engine, dados sensíveis e controlados podem ser migrados mantendo suas permissões intactas. Realize migrações entre plataformas e domínios ou agende migrações baseadas em regras personalizadas.