O que é uma Floresta do Active Directory?

Uma floresta do Active Directory (AD) é o contêiner mais lógico superior em uma configuração do AD que contém domínios, usuários, computadores e diretivas de grupo.

Uma única configuração do Active Directory pode conter mais de um domínio e essa camada adicional, de nível superior, cria desafios de segurança e aumenta o potencial de exploração, mas também pode significar maior isolamento e autonomia quando necessário. O truque é entender as florestas do AD e as estratégias para protege-las.

Como criar um projeto de floresta?
É comum ver vários domínios e GPOs diferentes em uma ou mais florestas que tentam coexistir devido a tentativas anteriores de consolidação ou aquisição.

Primeiro, determine se há algum requisito organizacional que exija um conjunto completamente separado de políticas de segurança:

  • Existem políticas gerais que você pode definir no nível de floresta do AD?
  • Você precisa de domínios adicionais com politicas de segurança diferentes ou conectividade de rede segregada?
  • Existem requisitos legais ou de aplicativos que exigem domínios separados na floresta?

Quantas florestas são necessárias?
Em alguns casos, pode ser necessário criar florestas do AD separadas com base nos requisitos de autonomia ou isolamento. A adição de florestas adicionais multiplica a complexidade para gerenciar o esquema do AD e há algumas considerações a serem feitas antes de adicionar outra floresta ao seu esquema do AD:

– Você consegue obter isolamento suficiente sem criar uma segunda floresta?

– Todas as partes interessadas compreendem as ramificações de florestas separadas?
O gerenciamento de duas florestas separadas significa que você terá o dobro de servidores de aplicativos e custos de TI

– Você tem recursos para gerenciar outra floresta?
Uma única equipe de TI não deve gerenciar as duas florestas do AD. A melhor prática é migrar domínios novos ou adquiridos para uma única floresta do AD.

Projeto de diretório ativo de floresta única versus floresta múltipla
Uma única floresta do AD é uma solução mais simples a longo prazo e geralmente considerada a melhor prática. É possível criar um ambiente seguro sem a sobrecarga de uma segunda floresta do AD com vários domínios, aproveitando GPOs proprietários de dados estabelecidos e um modelo de privilégio mínimo.

As florestas múltiplas fornecem uma camada extra de segurança nos dois domínios, mas com um aumento significativo no custo de TI. As florestas múltiplas não tornam você mais seguro por padrão. Ainda é preciso configurar os GPOS e as permissões adequadamente para cada floresta do AD.

Modelo de design de floresta
Existem três maneiras principais de projetar uma floreta do AD. Cada Active Directory tem pelo menos uma floresta do AD e há casos em que várias florestas do AD são necessárias para atender aos objetivos da empresa. Aqui estão alguns modelos diferentes.

  • Modelo de floresta organizacional
    Em uma floresta organizacional, as contas e os recursos dos usuários são armazenados e gerenciados juntos. Está é a configuração padrão.Características de um modelo de floresta organizacional
    – Fornece autonomia para usuários e recursos na floresta
    – Isola serviços e dados de qualquer pessoa fora da floresta
    – Relações de confiança entre florestas permitem o acesso a recursos que vivem em florestas externas
  • Modelo de Floresta de Recursos
    Os recursos e contas de usuários são separados em florestas diferentes.Características de um modelo de floresta de recursos
    – Usuários vivem na floresta organizacional
    – Recursos vivem em uma ou mais florestas adicionais
    – Somente contas de usuário administrativo alternativas residem nas florestas de recursos
    – As relações de confiança permitem o compartilhamento de recursos com os usuários
    – Esse modelo fornece isolamento de serviço, portanto, se uma floresta cair, as outras continuarão a operar normalmente
  • Modelo de Floresta de Acesso Restrito
    Uma floresta de acesso restrito isola totalmente os usuários e recursos de outras florestas. Com isso protege completamente os dados e limita os usuários a conjuntos de dados específicos.Características de um modelo florestal de acesso restrito
    – Não existem trusts para outras florestas
    – Usuários de outras florestas não conseguem acessar recursos na floresta de acesso restrito
    – Os usuários precisam de um segundo computador para acessar a floresta restrita
    – Pode ser alojado em uma rede completamente separada, se necessário

Práticas recomendadas de florestas do Active Directory
Existem muitas teorias diferentes sobre a melhor maneira de configurar o Active Directory e as florestas. As melhores práticas incluem:

  • Quando possível, considere uma única floresta
  • Proteja recursos e dados via GPO e aplique um modelo com menos privilégios
  • Use GPOs para limitar ainda mais a capacidade dos usuários de criar novas pastas sem seguir um processo definido
  • Dê aos administradores de domínio uma segunda conta de administrador para ser utilizada de acordo com o processo de gerenciamento de alterações
  • Se tiver várias florestas do AD com relações de confiança, considere a consolidação
  • Se precisar criar uma floresta de acesso restrito, verifique se ela é realmente restrita

Se o Active Diretor é o castelo, a floresta do AD tem as chaves de algumas entradas: é importante proteger não apenas o Active Directory, mas também entender como configurar e gerenciar a floresta do AD para evitar violações de dados e reduzir vulnerabilidades de segurança.

Deseja saber mais cobre como proteger o Active Directory, independentemente de quantas florestas do AD possui? Aprenda sobre 5 funções FSMO no Active Directory e confira a diferença entre o AD para Windows e o Azure Active Directory. Assista a um seminário on-line com dicas para proteger o AD.

Com o Varonis DatAvantage sua emprea consegue ver o que acontece no Active Directory e mostra quem pode acessar objetos-chave, rastreando e analisando todas as atividades. A solução faz uma análise de comportamento de usuário (UBA) para monitorar a atividade e detectar algum comportamento estranho.