Relatório mostra que maioria das empresas multinacionais foram vítimas de ransomware

Relatório mostra que maioria das empresas multinacionais foram vítimas de ransomware

O uso de ransomware é a nova moda nos ataques a TI afirma o relatório Global Ransomware Report 2018 da Sentinel One. De acordo com o levantamento, a maioria dos ataques são provenientes de grupos do mesmo país que a vítima.

O relatório também informa que 56% das empresas enfrentaram ataques nos últimos dois meses. Em 2017, 48% das empresas afirmaram terem passado pelo mesmo problema, o que demonstra uma tendência de alta no número de ataques.

Entre os problemas destacados pelo levantamento, o descuido dos funcionários (56%) é a principal causa, mas problemas com antivírus também é visto com um fator importante para os ataques de ransomware bem-sucedidos. Ainda assim, a maioria dos entrevistados demonstra confiança de que novas tecnologias vão garantir a segurança no futuro.

– 96% dos infectados com ransomware acreditam que poderão evitar futuros ataques
– 68% afirmam que isso é possível por terem substituído soluções de antivírus legado por uma nova geração de proteção de ponto de extremidade.

Por outro lado, 44% dos entrevistados afirmaram que suas empresas pagaram resgate sem que houvesse envolvimento das equipes de TI/Segurança. Em média, o valor pago por resgate, nos Estados Unidos, foi de US$ 57 mil.

Na América Latina, de acordo com dados da Kaspersky, os ataques de ransonware cresceram 30% entre 2016 e 2017. Com o Brasil sendo o país mais afetado, com 55% de todos os ataques ocorridos na região, com México (23%) e Colombia (5%), nas posições seguintes.

Para ler o relatório Global Ransonware Report 2018 completo, clique aqui.