Saiba a importância de contar com soluções de Gerenciamento de Acesso Privilegiado 

Cada organização possui funcionários-chave que acessam aplicativos críticos de negócios e as credenciais para esses acessos devem ser rigorosamente protegidas. Frequentemente, há informações vitais e confidenciais armazenadas nesses aplicativos e o acesso não autorizado pode custar uma fortuna para os negócios.  

O alcance do acesso privilegiado pode mudar de uma empresa para outra. Por exemplo, em uma empresa do setor de saúde e farmacêutica, os aplicativos e softwares usados ​​pela equipe da área de Inovação contendo dados confidenciais podem exigir acesso privilegiado. Da mesma forma, um administrador de TI que cria, monitora e exclui contas de funcionários requer acesso privilegiado.  

Portanto, qualquer pessoa cujo acesso a um aplicativo, software ou ferramenta que carrega informações que são extremamente críticos para a empresa deve estar enquadrada como “Acesso Privilegiado”’.  

Nesse cenário é que uma solução de Gerenciamento de Acesso Privilegiado (Privileged Access Management – PAM), é um dos recursos preventivos mais eficazes disponíveis para organizações que desejam reduzir o risco que seus funcionários, parceiros, fornecedores, sistemas e terceiros representam para elas.  

O que é Gerenciamento de Acesso Privilegiado?  

O Privileged Access Management, ou PAM, define quais seus funcionários, parceiros, fornecedores e até mesmo aplicativos têm acesso a suas contas e dados específicos, dando a você controle e flexibilidade.  

O PAM é implementado por uma combinação de software, processos definidos e aplicação que permite que apenas aqueles com acesso privilegiado acessem seus dados e ativos mais críticos. É também uma forma de monitorar os usuários com acesso mais amplos para garantir que seus ativos e dados sejam mantidos em segurança.  

À medida que desenvolve um sistema PAM dentro de sua organização, você também direciona a estratégia de governança corporativa, garantindo que não está apenas especificando quais tipos de dados e ativos requerem controle, mas também sendo responsável por definir o processo que dita quais funcionários e departamentos em sua organização têm diferentes tipos de contas de acesso privilegiado.  

Por que o Gerenciamento de Acesso Privilegiado é importante?  

Proteger contas de administrador de alto nível é um componente fundamental de uma estratégia de segurança forte contra ameaças cibernéticas externas, não importa o tamanho da sua organização ou o seu setor. Se você observar as violações de dados, geralmente o hacker está atrás de algum tipo de credenciais baseadas no administrador, para que possa extrair dados, fazer alterações na configuração ou começar a se preparar no caso de um ataque de ransomware.  

Mas, assim como a ameaça externa de cibercriminosos, o PAM é fundamental para garantir que sua organização também esteja protegida de ameaças internas, de usuários que já estão em seu ambiente de rede. Se você não está rastreando quem está acessando quais contas, realmente não sabe o que está acontecendo na empresa. Sem o gerenciamento adequado de contas e senhas, com visibilidade de quem está acessando quais dados, as empresas correm um risco significativo de que usuários invasores possam comprometer dados confidenciais. Se as senhas não forem gerenciadas e alternadas regularmente, mesmo os funcionários que deixaram a organização ainda podem acessar esses dados.  

Como o PAM ajuda a proteger uma organização  

Implementar uma solução PAM em sua organização é uma das melhores maneiras de reduzir o risco de qualquer incidente interno ou de terceiros, evitando que partes mal-intencionadas acessem seus dados mais confidenciais por meio de uma conta interna. O PAM ajuda a proteger sua organização de várias maneiras. Confira algumas abaixo:  

  • Os dados críticos são acessíveis apenas por aqueles que os requerem  

Sem o PAM, seus ativos e dados críticos podem ser acessados ​​por qualquer um de seus funcionários ou terceiros que podem não estar tão cientes dos riscos envolvidos com a divulgação de informações confidenciais. Com o sistema PAM certo instalado, você está reduzindo enormemente o número de pontos de acesso para seus ativos críticos.  

  • Partes maliciosas são mantidas de fora  

Por definição, qualquer sistema PAM requer algum tipo de aprovação antes de permitir que qualquer parte acesse um ativo ou conta específica. Dependendo de quão sensível é a conta, isso pode ser uma aprovação manual ou automática. Isso significa que há outra camada de defesa impedindo que um hacker malicioso ou grupos de hackers acessem seus dados (ou incentivem seus funcionários a fazê-lo).  

  • Qualquer atividade suspeita é monitorada  

Um sistema PAM deve coletar informações sobre quais partes (sob qual tipo de conta) estão acessando seus dados ou ativos. Se sua organização for alvo de algum tipo de incidente de exposição, perda ou violação de dados, você deve ser capaz de alavancar seu sistema PAM para ver quem foi o responsável por ele e descobrir como aconteceu.  

Você pode aderir aos regulamentos e padrões de conformidade  

Como os sistemas PAM permitem configurar a autenticação multifator (ou autenticação de duas etapas), criar trilhas de auditoria e limitar / restringir o acesso, você não está apenas cumprindo regulamentações específicas, mas também tem um registro de atividades que pode apresentar se você já foi auditado.  

Credenciais roubadas não podem ser usadas contra você  

Um sistema PAM é outra camada de segurança e um ponto de acesso separado da forma de acesso tradicional de login / senha que é usada sem um sistema PAM. Isso significa que hackers mal-intencionados não podem usar credenciais que podem ter obtido na Dark Web, por meio de phishing, ou explorando padrões embutidos em código para alcançar seus ativos mais confidenciais.  

O acesso a dados e sistemas é centralizado  

Muitas organizações de segurança têm um desafio de conscientização e visibilidade conforme mais fornecedores, aplicativos e funcionários aumentam ampliam a superfície de ataque da organização. Um sistema PAM centraliza a visibilidade e o monitoramento de seus ativos para que você não perca nenhuma informação crucial.  

Ao final, é precisa adotar uma estratégia onde o PAM seja essencial para garantir que sua organização permaneça segura mesmo agregando mais funcionários, fornecedores, software e ferramentas. Deve ser considerado parte de sua estratégia geral de segurança cibernética, afetando a segurança da rede, a vulnerabilidade de ativos e, até certo ponto, até mesmo o gerenciamento de riscos de terceiros. Conheça todas as soluções e segurança oferecidas pela Varonis.